quinta-feira, 1 de março de 2018

Sentimentos de uma Finalista

Imagem feita no Canva, por mim.
E com o início do meu último semestre enquanto estudante, começam a chegar ao meu coração sentimentos desconhecidos até então e alguns deles contraditórios, tal é a diversidade e contraste de sensações que vai nesta explosão sentimental da minha alma... 

Portanto, o ar que respiro transborda ansiedade, mas ao mesmo tempo uma curiosidade flamejante. Sinto uma pressa e impaciência destemidas para que tudo termine bem, no entanto, receio que algo não se concretize ou que não corra tão bem. Uma saudade antecipada e pena por tudo terminar já, tão rapidamente, o que não faria sentido de outra forma, pois deixaria de dar valor aos momentos, apesar de efémeros, que o que de eterno têm é o valor memorável que está nas minhas recordações e as amizades de pessoas magníficas que encontrei pelo caminho, a quem eu só tenho de agradecer por terem estado sempre lá para mim, assim como eu espero ter conseguido estar lá para elas também.

Não sei se algum(a) de vocês é finalista este ano, por isso deixo-vos estes conselhos:
- Se não forem finalistas, não se esqueçam que o tempo voa. Mas voa mesmo, não pensem que é mais uma daquelas frases feitas que dizem à juventude! Desde que entrei em Coimbra, estes quatro anos passaram com uma velocidade tremenda! Por isso, aproveitem tudo aquilo que a vida académica tem de bom para vos dar. Façam valer a pena, façam dos momentos memórias inesquecíveis e terão histórias para contar um dia. É mesmo a melhor altura das nossas vidas! Não a desperdicem, sintam o sabor do sangue jovem e livre como nunca a correr-vos nas veias.
- Se forem finalistas... bem-vindo(a)s àquela sensação de fim do mundo e de começo de um outro. Ao anoitecer de uma estação vista, sentida e vivida mil e uma vezes e ao amanhecer de outra completamente desconhecida, por viver, por construir. Desejo-vos as maiores felicidades nesta nova etapa que se inicia brevemente!

Também podem ler o texto AQUI.
Sé Velha, 2017.

8 comentários:

  1. Sinto que o meu ano de finalista (2017) foi o ano mais bipolar desde que entrei na faculdade. É mesmo uma mistura de sentimentos que não conseguimos controlar. E as saudades do que ainda não acabou já se manifestam. Enquanto finalistas, acho que vivemos tudo à flor da pele. E cada nova experiência tem um encanto diferente.

    Desejo-te a maior das sortes <3

    ResponderEliminar
  2. Só de pensar nisto fico nostálgica. Ainda noutro dia era caloira. Passa mesmo muito rápido...
    Boa sorte neste último semestre, vive-o intensamente :)

    ResponderEliminar
  3. É uma fase cheia de emoções fortes, mas vai correr tudo bem! Até lá, aproveita ao máximo, que ainda vais ter muitas saudades dessa vida de estudante (=

    ResponderEliminar

Obrigada pela tua visita :)