Dia Mundial da Poesia: Coração Português, Alma Grega

março 21, 2018

Imagem retirada do Google.
Heroína com poderes mágicos... O poder do fogo, da água, da terra e do mar. Vinda de poemas sonhados no Coração da Grécia Antiga, é hoje livre no vento e na brisa do cosmos que nos beijam e nos abraçam à luz de ocaso indefinido.

A Costureira de Palavras, que as ia cosendo umas às outras com agulhas de poetisa sonhadora, continua entre nós, na essência da maresia, no azul resplandecente cobiçado pelo  céu e pelo mar e no mistério da mitologia.

Imagino que até o seu último suspiro tenha sido perfeito e tenha libertado consigo uma sinfonia unicamente arrebatadora que o imortalizasse ou o tornasse eterno. Pergunto-me se as suas últimas palavras foram ouvidas pelas estrelas fúlgidas e longínquas que iluminam a abóbada celeste quando o sol descansa.

Com a sua sabedoria, Sophia fechou os olhos, deixando que a sua alma voasse no mundo dos não vivos, para que no nosso, o seu corpo descansasse em paz!

You Might Also Like

2 comentários

Obrigada pela tua visita :)

Instagram

Em destaque

Carta a uma (c)idade