Um lugar feliz

abril 20, 2018

Ilustração retirada do Tumblr.

Encontrei o meu lugar feliz, o meu abraço casa.
O lugar que eu abraço como se fosse a minha casa.
O lugar que me abraça como se eu fosse a sua casa.
Encontrei a voz que me envolve em braços quentes. A voz que me canta serenidade e harmonia, num amanhecer marinho, junto à espuma branca das ondas salgadas que banham a costa de areias douradas.
E encontrei o meu coração, que, mais do que vida, me traz felicidade.

You Might Also Like

9 comentários

  1. E é assim que se encontra paz! Os nossos lugares felizes significam o mundo *.*

    Beijinho grande, minha querida <3

    ResponderEliminar
  2. É tão bom ter um lugar reconfortante, que nos traz paz e alívio, né? Ótima postagem!
    Tenha um ótimo fim de semana.

    ResponderEliminar
  3. r: É mesmo :)

    Beijinho grande, minha querida <3

    ResponderEliminar
  4. Que boa é essa descoberta! Beijinhos, boa semana :)

    ResponderEliminar
  5. r: Muito obrigada, minha querida *.*
    Sinto que os livros em segunda mão transportam outra história e outras vivências

    Beijinho grande <3

    ResponderEliminar
  6. Tão bom quando encontramos estes lugares felizes, que nos fazem viver mais tranquilamente e nos fazem felizes :)

    ResponderEliminar
  7. r: Agradeço, de coração, não só pelas palavras, mas também por teres feito parte daquela iniciativa *.*

    Foi uma bela viagem ao passado, e as ilustrações abrilhantaram ainda mais!

    Recomendo, vale a pena :)

    É reciproco, minha querida <3

    É perfeitamente compreensível, até porque a rotina fica toda alterada. Muito obrigada pelo cuidado que estás a ter ao comentar todas as publicações *.*
    Espero que o estágio corra pelo melhor!

    É tão bom ler isso *-*

    Aconselho, porque é um livro que transmite imensa paz. Abras em que página abrires, vais encontrar sempre algo que aconchega o coração e que acaba por abrandar a agitação dos dias

    Sabe mesmo bem :D

    ResponderEliminar

Obrigada pela tua visita :)

Instagram

Em destaque

Carta a uma (c)idade